Vitti lamenta morte de vereadoras e plenário faz minuto de silêncio em memória às parlamentares

Presidente da Assembleia Legislativa, José Vitti (PSDB), acatou a solicitação dos deputados Simeyzon Silveira (PSC) e Isaura Lemos (PCdoB) para que os parlamentares, servidores e cidadãos presentes na sessão ordinária desta quinta-feira, 15, fizessem um minuto de silêncio em memória às vereadoras, Vilma Rodrigues (PSC) de Anápolis, que faleceu na última quarta-feira, 14, vítima de câncer e Marielle Franco (Psol) do Rio de Janeiro, executada a tiros na mesma data, supostamente por motivos políticos.

Vitti lamentou as mortes e considerou o caso da vereadora Marielle Franco como lamentável e injustificável. “Duas grandes perdas para a política. No caso da vereadora Marielle Franco, escolheram uma mulher negra, combativa e que honrava o seu mandato e isso não tem justificativa. Os casos de feminicídio hoje nos assusta, por isso a sociedade precisa cobrar dos órgãos competentes mais rigor para que as mulheres não se tornem vítimas corriqueiras dessas situações lamentáveis”, disse.

Vilma Rodrigues (PSC) foi a segunda vereadora melhor colocada nas eleições de 2016 em Anápolis, ficando atrás apenas do ex-prefeito Antônio Gomide (PT). Já a vereadora Marielle Franco (Psol), foi a quinta vereadora mais votada do Rio de Janeiro, com 46 mil votos e sua atuação era pautada pela defesa dos negros e dos direitos humanos.

Assessoria de Comunicação

Fique por dentro